My Image
Button Social NetworkButton Social Network

DOEN√áAS AL√ČRGICAS

A alergia √© uma resposta exagerada do sistema imunol√≥gico (sistema de defesa do organismo) a uma subst√Ęncia externa, que normalmente n√£o causa problema nos outros animais.A alergia em Medicina Veterin√°ria, assim como em Medicina Humana, √© de diagn√≥stico bastante complexo e vem acometendo um n√ļmero crescente de c√£es e gatos no mundo todo.

As dermatites alérgicas correspondem a cerca de 70% dos casos dermatológicos atendidos na rotina clínica-dermatológica e, muitas vezes, o diagnóstico é trabalhoso e o prognóstico é sombrio, pois há pacientes que terão que receber tratamento por toda a sua vida.

Os c√£es e gatos al√©rgicos se co√ßam intensamente, usando as patas e a boca, provocando les√Ķes de pele auto-traum√°ticas, al√©m da remo√ß√£o de pelos das regi√Ķes acometidas. Outro sintoma bastante comum √© o prurido (coceira) interdigital, representado por lambedura constante do espa√ßo entre os dedos, e n√£o tem rela√ß√£o alguma com agita√ß√£o ou estresse. Todos os animais al√©rgicos apresentam les√Ķes muito semelhantes, mesmo que a causa seja diferente. H√°, basicamente, tr√™s tipos de doen√ßas al√©rgicas em c√£es e gatos: DAPE (dermatite al√©rgica a picada de ectoparasita), Alergia Alimentar e Atopia (alergia a substancias ambientais, como √°caros do ar, esporos de fungos, poeira domestica, p√≥len e restos de vegetais, por exemplo).

Infelizmente n√£o √© poss√≠vel diagnosticar alergia de forma confi√°vel atrav√©s de um exame laboratorial, como fazemos com tantas outras doen√ßas dermatol√≥gicas, tais como as dermatites parasit√°rias (sarnas), as dermatites f√ļngicas (micoses), as (neoplasias) e as doen√ßas autoimunes.

O diagn√≥stico confi√°vel baseia-se no hist√≥rico do animal, na exclus√£o de demais dermatopatias pruriginosas (doen√ßas que causam coceira) como sarnas e infec√ß√Ķes e, uma vez confirmado tratar-se de alergia, o diagn√≥stico √© firmado pela elimina√ß√£o racional de cada uma das possibilidades. √Č importante ressaltar que o diagn√≥stico por elimina√ß√£o leva tempo e necessita da compreens√£o e comprometimento do propriet√°rio em todas as fases. S√≥ assim poder√° se estabelecer um tratamento adequado e eficiente.

Para DAPE e alergia alimentar, apenas afastar parasitas e o alimento causador de alergia, respectivamente. J√° para dermatite at√≥pica √© necess√°rio um tratamento bem mais complexo. Provavelmente ir√° necessitar de medicamentos de uso cont√≠nuo, como anti-histam√≠nicos, √īmegas, cortic√≥ides, banhos semanais, controle de infec√ß√Ķes secund√°rias entre outros. Necessitar√° de exames laboratoriais e acompanhamento veterin√°rio peri√≥dico, principalmente naqueles casos em que ser√° necess√°rio o uso de cortic√≥ides por via oral em longos per√≠odos.

As ‚Äúvacinas m√°gicas‚ÄĚ, como costumam chamar alguns propriet√°rios, s√£o na verdade cortic√≥ides injet√°veis de longa dura√ß√£o, com efeitos colaterais muito graves se usados indiscriminadamente. Infelizmente fazem parte da rotina de animais al√©rgicos que n√£o s√£o tratados de maneira satisfat√≥ria, com conseq√ľ√™ncias sombrias como diabetes, insufici√™ncia renal, hiperadrenocorticismo, pancreatite e at√© √≥bito.

Fica aqui o alerta para os proprietários de animais supostamente alérgicos: a investigação detalhada se faz necessária para uma condução adequada do paciente. Contudo, uma vez concluído o diagnóstico de dermatite atópica, o uso de medicamentos será por toda a vida.

My Image
My Image

ANTES

DEPOIS

DOENÇAS INFECCIOSAS

SARNAS